quarta-feira, 26 de maio de 2010

Laika



 Ela era apenas uma cadelinha vira-lata nas ruas de Moscou
 Segundo eles, um animal de rua seria perfeito às variadas condições do espaço
 Os cientistas nunca pretenderam que Laika voltasse com vida para a terra
 E assim a mandaram para a viagem sem volta
 A cadelinha Laika deixou sua marca registrada no tempo após ser o primeiro ser vivo a sair da atmosfera terrestre, abrindo caminho para o homem explorar o espaço.
 Algum tempo depois, um dos cientistas responsáveis por enviar Laika se mostrou arrependido:
"Quanto mais o tempo passa, mais eu me arrependo. Nós não devíamos ter feito isso. Nós não aprendemos o bastante com a missão para justificar o uso do animal.”
(Os restos mortais de Laika ficaram em órbita por 162 dias, circulando a Terra 2.570 vezes antes de queimar na atmosfera em 14 de Abril de 1958. Para alguém que observasse o céu naquele dia, ela seria confundida com uma pequena estrela cadente.)
 Antes do lançamento do Sputnik que levaria a cadelinha, um dos cientistas levou Laika pra casa para brincar com seus filhos.
 Mais tarde em um livro sobre a corrida espacial russa, ele escreveu:“Eu queria fazer alguma coisa boa pra Laika, ela tinha tão pouco tempo de vida.”

 Essa fotografia acima eu tirei na década de noventa, o garotinho feliz é meu irmão brincando com nossos cães, nunca mais tivemos cachorros depois que esses se foram, até eu escrever esse texto.

9 comentários:

Daniel Savio disse...

Penso que seja a série de fotos e sentimentos (devido a este post e o anterior), mas você acredita que todo mundo torceu para que a Laika voltasse com vida, até os Americanos rivais do Russos na época para o desbravamenteo espacial?

E todos ficaram tristes em saber que ela morreria no espaço, pois não tinha condição de voltar a Terra.

Fique com Deus, menino Rafael.
Um abraço.

sblogonoff café disse...

Eu tive uma cadelinha chamada Laika.
Ela não latia em russo, mas eu também nunca entendi direito o que ela queria latir.

Foram raras as vezes.

Bom...
Eu não sei se fico tão consternada com a morte da Laika.
Ela teve uma missão.
Foi grandiosa.

Muito ser humano morre sem utilidade.

Apesar de terem dito que se descobriu pouco, ela teve a oportunidade de prestar sua vida para algo maior.

Enfim...

Melhor que morrer a míngua na rua é ser confundida com uma estrela.

sblogonoff café disse...

Minha cadelinha era Laika por causa da Laika do espaço. EU tinha uma foto dela na porta do guarda-roupas. Junto com a dos tripulantes da Chalenger (que também morreram no espaço.

Mundo do Gê disse...

Grande Rafa,
O que parece tão insignificante pra uns, você resgata enche de sentidos e transforma em lindos sentimentos expressos em seus textos...Brilhante!
Sabe amo mais cachorro do que gente...E só quem ama seus filhotes de quatro patas pode entender o sentimento maravilhoso que esses seres têm pela gente, se fosse dizer que eu sou dono do meu Cachorro, não teria como, pois ele é meu dono...Ele é um destruidor nato, experiente em destruir qualquer tipo de coleira, feita de qualquer material imaginável...A última custou trinta reais e não durou meia hora, o dono do pet shop onde comprei me garantiu que essa era à prova de cachorros destruidores...Mas acho que ele não imagina, a inteligência e todas as peripécias que o meu filhote é capaz de fazer...Depois que ele destrói uma coleira e vai ser repreendido faz uma cara de coitado, que quem não conhece ele, é capaz de jurar que a coleira se auto-destruiu...Rsrsssss
Abração Grande Rafa!

Palatus disse...

Grande Rafael, some, some, some...mas quando aparece, dá nos um prémio pela boa escrita. ABração, meu amigo. Inté...

Carlos. Branco. disse...

hehehe
cara aqui em casa sempre tem em media 5 cachorros, quando morre um sempre tem alguem que deixa 4 aqui em uma caixa, esses tempo ficamos cuidando de 4 cadelinhas mas nao aquentaram o frio e morreram.
cachorro se conversam ele eles, sempre quando tem vaga aqui sempre aparece um subastituto da rua.
UAHSUHUAHUAHSHAS

Ellen Lacerda (Elinha) disse...

Rafael
tem um selo pra vc lá no blog.
xero!

Mundo do Gê disse...

Meu grande amigo Rafa, tenho um selo pra vc!Passe lá e pegue é merecido...Abração!

Camila. disse...

Gostei muito do post.
São fatos como esses que vemos o quanto que o ser humano é cruel.
Tenho uma cadelinha que é tudo pra mim e pensei muito nela quando li seu post.
Adorei!!
Passarei mais vzs...

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento