domingo, 23 de maio de 2010

Segunda guerra



 Ele era apenas um menino de uma fazenda em kentak, brincava com os cães e ajudava o pai
 Mas as rajadas de metralhadora fizeram com que ele se tornasse um homem da noite para o dia
 A rádio "soldado nervoso"os mantinham informados do que acontecia lá fora, ele ouvia a canção que o fazia lembrar de casa.
 Nas cartas que enviava, havia a esperança de um milagre, não era totalmente sincero com a mãe, aconteciam coisas horríveis demais pra se escrever, mas terminava sempre da mesma maneira:"Com muito amor, Haword".
 Quase no fim, sentia-se um estranho no batalhão, todos os seus amigos estavam mortos
 Havia sangue, explosões e corpos carbonizados por toda parte.
 Às vezes ele sonhava estar nos mais belos jardins, jardins como os da Áustria.
 Muitas cartas foram escritas, e a ultima dizia:
" Não tenho que escrever mais, vou poder olhar pra vocês novamente".


Descrição: postal produzido pela grã-bretanha demonstrando soldado inglês que ajudou duas crianças francesas. feito para ser distribuído como propaganda de guerra! postal raro!...

5 comentários:

Leandro blogger disse...

Eu tenho medo da guerra dessa guerra desnecessária sem limites dessa guerra que apenas destrói!

"De manhã gritos a tardizinha bombas e tiros e a noite monstros de todas as espécies. De tempo em tempo eu era incomodado por um par de olhos azuis que sempre me enganará com sua clareza, mais era apenas um par de olhos alvos e um coração escuro. Apenas. E assim foi se desenrolando com salva de glorias a historia de uma guerra cheia de ideais, de moribundos, cheio de hereges."

Texto/- La Dernière Résistance
http://entremsemaiusculos.blogspot.com

Ana disse...

Guerra é horrível.
Nunca vivi nem quero viver nem de longe.
Mas senti como se na pele lendo um livro que até comentei a um blog, chama-se Mayada-A filha do Iraque de Jean Sasson
Chorei do incío ao fim do livro.
Ali tive a visão real de uma guerra.Coisa que filme nenhum me passou.
Guerra é triste, guerra é fim sem recomeço (o pior fim).

Bju

Daniel Savio disse...

Huhum, pelo jeito, duas vezes mais para a tua coleção, seja a de postais, ou de sentimentos...

Ainda estou gripado, mas não é oinc, Oinc (pois tomei vacina).

Fique com Deus, menino Rafael.
Um abraço.

alexandre disse...

Ola
Parabéns pelo blog!
Abcs
Alexandre Taleb
Consultor de Imagem/Personal Stylist
Blog: http://ataleb.wordpress.com/

Mundo do Gê disse...

Guerra feia, feita por pessoas que não se importam com a vida de inocentes, pois embora seja lá o motivo que se tenha, uma guerra nunca justifica que muitos paguem, que muitos morram, sintam sua vida se esvair pelos ferimentos pulsantes que ela causa...Enquanto as "cabeças pensantes", estão bem protegidas...Pois não se expõem, usam de pessoas inocentes como escudos pra justificar seus devaneios tolos de posse e poder...
É isso Guerra feita por poucos, sentida por muitos!

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento