terça-feira, 20 de abril de 2010

O amor


"O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, e não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal. Não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade." (Coríntios 13:4-6)


PENSE NISSO, E COLOQUE SEMPRE SEUS PÉS PELAS MÃOS POIS PRECISAMOS DO EQUILIBRIO DAS EXPERIÊNCIAS PARA NOS FAZERMOS HUMANOS.

 Assim me disse um amigo há algumas semanas, um grande amigo por quem tenho muita admiração.
 Eu andei trocando por muitas vezes meus pés pelas mãos, não que eu me arrependa disso, claro que não!
 Devemos nos arrepender só do que não fizemos? não, isso não é verdade, por muitas vezes fazemos coisas que não nos orgulhamos no futuro, isso é fato, mas sem querer fugir do contexto...sim, caro amigo; o amor tem dessas coisas, não digo apenas o amor pela(o) garota(o) amada(o), mas o amor por tudo e por todos.  Não, não se vangloria, por que não tem o por que de fazer isso, não o amor verdadeiro!
 Não busca o próprio interesse? Mas é claro que não! Por mais que digam o contrário, que tudo que fazemos no fundo é por benefício próprio, que estamos sempre esperando algo em troca, isso não é verdade. só pelo fato da outra pessoa estar feliz, estamos felizes também, pelo menos eu estou :-)
 Não se irrita? ah, agora tenho que discordar, tem que se irritar, é próprio da gente irritar-se por algo, um defeito, uma falha, muitas vezes de nós mesmos, consequências de amar verdadeiramente.
 E se é sofredor? bom, eu queria deixar isso por ultimo, já que ao final desse texto me encharco em lágrimas doloridas, lágrimas essas que marcam minha face, com muita dor e pesar, se isso não é sofrer, eu não sei mais oque é.

9 comentários:

Leandro blogger disse...

Ah, caro Rafael você realmente é uma taça de sentimentos, vejo que o amor ainda vem de preocupando. Acho que sou a ultima pessoa do mundo capaz de falar de amor com alguém, afinal minhas experiências são tão ínfimas, mais de qualquer forma sei em um coração se é disso que se trata...
Às vezes fico me perguntando e em outras tantas me respondendo, "O amor é sofredor”
Sim na maioria das vezes, mais isso já não importa aprendemos a ser forte, forte o bastante para saber que apesar de tudo o amor ainda vale à pena!

Abraço cara!!!

Mundo do Gê disse...

Hoje percebi que amar é um defeito...e sofrer e apenas uma consequência...
Por sorte gosto do imperfeito, do mal feito, do defeito...Acredito que nunca admirei o perfeito...portanto como vc meu amigo Rafa...vou levando na alma uma bagagem grande cheia de sofrimento...causada pelas dores do amor...daquele que nunca tivemos...daquele que tivemos e perdemos...ou que talvez nem tenhamos ganhado...daquele amor que por direito deveria ser nosso quando nascemos...mas não recebemos...Enfim amor e dor andam sempre juntos...mas chegam em momentos diferentes em nossas vidas...amamos...sofremos...amamos...sofremos...
Quando amar seja feliz...quando sofrer chore...limpe a alma e recomece, por vezes é difícil...nas não impossível...
Abraço!

Daniel Savio disse...

Menino, quando dá errado, só resta a gente arcar com a responsabilidade de não errar novamente (mesmo que seja com outra pessoa)...

Fique com Deus, menino Rafael.
Um abraço

Carla P.S. disse...

O que mais mata... O que mais arde....
O que poderia ser diferente, e não foi.


"Não chore meu amor, tudo vai melhorar"- Natiruts.

Beijos, e um café. De quem entende essas tuas lágrimas.

Petro disse...

"Nada do que é humano nos é estranho", disse o sábio da antiguidade Terêncio...

Mas o amor..o amor é esta coisa feia pela qual sempre lutamos...e a desejamos.

Thiago dos Reis disse...

então vc faz pela felicidade que lhe causa, retardado!

logo, vc fez por vc e não por ela.


seria amor se isso lhe deixasse triste pra caralho e mesmo assim vc fizesse

mas aí vc ia fazer e pensar "fiz o certo" então no fundo ainda seria por vc e não por ela.

seria amor então se além de triste pra kct vc pensasse "porra fiz tudo errado fodi com o natal"

mas ela estivesse feliz. x)

mas se fosse pra vc ficar triste e ainda achar q fez a coisa errada, seria involuntário. se é involuntario não é amor.

o amor é voluntário e egoísta. fim.

A.D.O.R.O P.E.R.G.U.N.T.A.R disse...

ah, o amor...palavra pequena e cheia de coisa! rafa, sofremos porque amamos e amamos para sermos felizes (um pouquinho). Se todos fossem no mundo iguais a vc. (Jaime)

Carlos. Branco. disse...

Cara já acho que seus texto estão perfeitos, mas o amor, o que é o amor, vale a pena ser tão sofredor assim diante a alma.

Mary_Flor disse...

Ah Rafael, achei lindo demais teu post.
Falar sobre amor... é perder-se nas palavras, é sonhar, é viver, estar vivo!

Big beijos e um ótimo domingo!

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento