quinta-feira, 11 de junho de 2009

Alguém pra envelhecer junto


 Amanheceu chovendo.
 Seus lindos olhos claros estranharam o ambiente a sua volta
 Ela havia vivido ali em um tempo distante.
 Levantou-se depressa e se deparou com sua face no espelho.
 Suas rugas haviam sumido
 Seus cabelos voltara a cor natural sem que fosse preciso pintá-los.
 Assustada, tateou seu rosto não acreditando.
 Seus lábios, seu nariz,
estava perplexa.
 Voltou seus olhos pra cama e lá estava ele,
sentado a sua espera junto a cabeceira.
 Descruzou os braços sorrindo e fez um gesto com a mão, chamando-a pra junto de si.
 Ela voltara a ser jovem novamente.
 Tinha consigo o homem que amava
e uma segunda chance de escolher caminhos distintos em sua vida,
mas agora com a vantagem da lembrança de um futuro e suas consequências.
 Suspirou fundo e deitou-se junto de seu amor com um sorriso escancarado.
 Pela primeira vez em toda sua vida estava verdadeiramente feliz,
já que no fim dela se encontrava sozinha e com medo,
por ter feito escolhas erradas no passado.
 Poderia enfim ter alguém pra envelhecer junto,
um amor pra vida inteira.
 Ficou ali abraçada junto dele olhando para o teto por um bom tempo.
 E aos poucos os trovões à trouxeram para o presente
 Então sua face voltara a ser castigada pelo tempo.
 Não se virou para ver seu reflexo, apenas deu uma boa olhada em suas mãos.
 O quarto estava vazio e só se ouvia o barulho da chuva caindo.
 Deitou-se chorando baixinho e foi encontrada três dias depois sem vida por uma filha que não via ha anos.

(Baseado na história de vida de Sebastiana, uma antiga moradora da cidade de Pedregulho que fora prostituta no passado.)

12 comentários:

Ryan disse...

Ai que triste Rafa! Senti algo lendo isso... meio carregado! Ficou muito bom, tocante!

;D

Castilho disse...

Lindo.
Te amo saudades!

Thiago dos Reis disse...

uma coisa feliz vai..

SÓ UMA!

mas ficou lindo.

MAS UMA FELIZ PORRA!

"Minhas Palavras" disse...

Lindo, triste, profundo, mas eu creio que lá em outro plano, estaremos ao lado de quem amamos, e felizes.

Adorei, e quase chorei...

beijos

Pensamento aqui é Documento disse...

Eu me limito a sair do seu blog com essa frase na cabeça: "Temer o tempo não é ser fraco,é humano.Desumano é esquecer o humano que o tempo enfraqueceu. (Rafael Galvão)"

Que frase!

De uma grandeza constrangedora.

Aproveito o espaço para dividir um pensamento da jornalista Eliane Brum que gosto muito.

"Inventaram a expressão casa de repouso para abrigar velhos supostamente cansados da vida quando é o mundo que se cansou deles."

Parabéns pelo espaço, seguirei suas ideias!

Um beijo

Doutor disse...

Pois eh, muitas vezes a felicidade está em sonhar.

sblogonoff café disse...

Ah, vai me diz o que é o sossego que eu te mostro alguém a fim de te acompanhar... E se caso for de ir à praia, eu levo a sua casa numa sacola pra te acompanhar...

Lembrei dessa música lendo seu post.
Los Hermanos - Último romance!

Daniel Savio disse...

Aff, todos temos de arcar com os nossos erros, mas não devemos ficar com medo de tentar algo para melhorar a vida (com medo de errar e por tudo a perder)...

Fique com Deus, menino Rafael.
Um abraço.

Soraia Yumi disse...

Que triste.
Que minha busca não chegue a isto,pelo menos na forma literal.
Gostei muito do blog.

Beijo grande ;)

Dani disse...

oi querido,
fiquei muito feliz ao ver que vc sentiu minha falta!
muito tempo depois, estou dee volta. rs.
vc como sempre, de parabens pelo blog, pelo texto!
venha me visitar ta?

Elga Arantes disse...

Muito bom.
Parabéns!

Dra. Terry Rocha de Medeiros - Saúde Digestiva e Bem-Estar disse...

Lindo texto, repleto de poesia e reflexões! Se viver é morrer um pouco a cada dia, que tenhamos a alegria de ter ao lado quem escolhemos para dividir esta jornada.

Abraços, TERRY.

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento