segunda-feira, 27 de abril de 2009

Momentos


 Sobre duas rodas na auto-estrada
sentindo a brisa fresca e a sombra das grandes árvores
lembrei-me dos momentos que fizeram toda a diferença em minha vida.
 Da minha primeira bicicleta quando eu tinha cinco anos
 Do êxtase que senti ao ganhá-la do meu pai
e os olhos de desaprovação da minha mãe que não concordou com o presente
temendo que eu caisse.
 Das crises de riso que eu tinha por coisas banais
mas que até hoje me fazem rir quando lembradas.
 Da morte do meu cachorro
e de como eu chorei sobre o seu cadáver rígido e imóvel durante horas
 É... o tempo passa tão depressa.
isso tudo é passado agora e existe somente em minha memória
momentos iguais ou maiores que estes virão, ou não.
por ventura uma pick up pode surgir do nada e me arremessar pra debaixo de outro carro
e eu ficarei somente na memória de alguém
mas isso é oque importa,não é?

6 comentários:

Traveler disse...

É cara, é isso ai.
O importante é ficar na memória de alguém, como o seu cachorro que até hoje persiste na sua. Ótimo blog! Valeu pelo comentário lá no meu. Abraço!

Castilho disse...

Como esquecer alguém como você?
Impossivel.
:)
Eu te amo

Daniel Savio disse...

Que menino, espanta este baixo astral...

Se importa em ver as coisas belas da vida.

Fique com Deus, menino Rafael.
Um abraço.

Belinha disse...

"crises de riso que eu tinha por coisas banais"
é o q há de melhor .
Bom post.

Carla P.S. disse...

É o que importa..E que tu vai continuar vivo, em algum lugar. A vida não para...Um cafezinho pra ti.

Josué Mendonça disse...

ée
às vezes rola uns pensamentos trágicos assim...
e eu me pergunto: é trágico ou é a vida?
o pior é que não passaremos de simples memórias perdidas na mente de alguns.
gostei do tom poético

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento