quarta-feira, 19 de março de 2008

O belo campo de trigo



Numa manhã fria de outono
desprotegida, ergue-se a lastimar-se
recordando o passado chorosa,
olha pela janela e avista o campo de trigo.
Tudo ainda é tão recente
a pouco a forte paixão rendiam os dois
no âmago começavam a sentir a sutil essência do amor,
aquele amor destemido.
Correndo em meio o belo campo de trigo
se amavam em sigilo dentre as plantas lacustres
E todas as tardes se abraçavam pra verem juntos o sol se por,
e ali diante do sagrado crepúsculo eram ditas juras de amor pra eternidade.
E as serenas noites de verão que os faziam sorrir de paixão...
Inesquecíveis!
Agora as mesmas os fazem chorar de saudade
E as estrelas que por muitas e muitas vezes foram testemunha desse amor
agora se calam diante deles
Saudade dos dias de sol
Saudade do ar livre da noite
Estão tão distantes agora.
Pra ela, com ele se foi toda felicidade
seu pranto agora é triste, muito triste
Aos soluços pede a Deus pra que o traga de volta
Em vão.
O campo de trigo não é tão belo
O futuro é incerto
E em vinte anos essa será só mais uma história,
depois disso tudo será apagado
dissolvido como comprimido
que a pobre agora toma todas as noites
pra sanar a dor do amor.
O campo de trigo voltará a ser belo
mas quando isso acontecer ela não estará mais la
e se um dia ele voltar não mais a encontrará.

5 comentários:

Thiago dos Reis disse...

- Mas tu vais chorar! disse o principezinho.
- Vou, disse a raposa.
- Então, não sais lucrando nada!
- Eu lucro, disse a raposa, por causa da cor do trigo.

As vezes passamos muito tempo esperano por uma determinada pessoa né.. E quando ela vem, já não estamos mais esperando por ela.

É a vida. :]

Rafael disse...

Claro,o pequeno principe.
Bem lembrado.obrigado

Alice Teixeira disse...

Incrível.

Apenas essa palavra para descrever o que achei...

Nenhuma outra descreveria o que se passou pela minha cabeça ao ler o texto...

Ah!
Obrigada por comentar no meu blog... Sobre eu escrever todos os dias... antigamente eu fazia isso, mas a faculdade está sugando toda a minha existência (estudo dois turnos)... daí só quando posso... e sabe lá Deus quando isso acontece...

Beijos
PAZ

Rafael disse...

obrigado pelo comentário Alice
e volte sempre
bj

dj disse...

Q lindo


por um momento cheguei a achar q tinha sentimentos!


[mas eu naum tenho]

sou frio e sem coração

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento