segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

A menina do quarto



Sozinha trancada em seu quarto
Tem consigo que algo se foi
Se questiona
A resposta não vem
Sem a resposta não há conclusão
Onde está aquela alegria desenxabida?
Mesmo assim a queria de volta
Sempre aceitou tudo calada
E em seu quarto desmoronava
Vinha abaixo com o peso da mágoa
Ah! menina do quarto
Em seu quarto rosa
entrelaça-se em seus ursos,
que são seus amigos agora.
Suplica à aquele que redime
que a perdoe por praticar tal ato infame
Virgem é nome que se dá a mãe de Jesus Cristo
Ah! Pobre menina do quarto
vem abaixo com o peso da consciência
não se acha mais decente
Ah! menina
Saiba que...
...não perdeu a virgindade,
ganhou sua sexualidade.

Um comentário:

dj disse...

Pobrezinha...


Sexo é uma coisa normal menina!

Todo mundo transa

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento