quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Os olhos mais azuis


 A noite de hoje perdeu um pouco do seu brilho
 Não por causa do luar que deixou de acarinhar os montes
 Embora isso influencie bastante e acabe deixando o céu menos mágico
 Mas ressalto por conta de uma nova estrela que agora habita os céus do planeta
 Eu nunca vi olhos mais azuis e nem mais distantes.
 Dona Tarsila foi uma das pessoas mais intensa que já tive a oportunidade de conviver
 Só quem a conheceu sabe
 Eu até posso vê-la se aproximar com todo o carinho e dedicação a me beijar a face
 Foi com extremo pesar que escrevi esse texto para homenageá-la de uma forma silenciosa

 Deixará saudade

Um comentário:

Rafael disse...

Que saudade...

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento