sábado, 30 de janeiro de 2010

Samba de verão



 O modo como vejo o mundo tem mudado tanto ultimamente
 Há dias em que enxergo as coisas ao meu redor totalmente diferente do que elas são.
 Seria uma tentativa minha de fugir da assustadora realidade ou de simplesmente tentar contornar o triste fato de que o tempo não vem me dando trégua?
 Tudo que peço é apenas um tempinho pra andar devagar, ouvir o samba de verão por Caetano numa rede sem dar importância a coisa alguma.
 As lembranças de um tempo n’outro espaço tem voltado com tanta frequência
 Que eu apenas peço a quem quiser ouvir:
- Me leva daqui, eu era tão feliz!

(Dedicado à Jaime Neto)

(foto do Leozinho)

8 comentários:

Daniel Savio disse...

Cara, infelizmente não vai ter tanto tempo assim...

E sem tristeza amigo, ok?

Fique com Deus, menino Rafael.
Um abraço.

A.D.O.R.O P.E.R.G.U.N.T.A.R disse...

Oi, Eu sou Jaime Neto e só quero pedir pra que vc venha quando for, de que maneira for e que traga apenas um cd bom, uma história louca e a possibilidade de amar! Obrigado pelas palavras.

Leandro blogger disse...

Nossa... que interessante sua abortagem de tempo! ficou menos agressiva que o normal. talvez seja o modo que vc vê o mundo, com menos medo.

Apesar de achar que tempo é uma questão de tempo, as vezes eu me pego perguntando o por que disso tudo, dessa nossa existência, desse nosso curto tempo para sonhar.


Bela reflexão!

sonhos retalhados disse...

Fiquei emocionada com o post. Lindo mesmo! Mas ei! Tente nao negar tanto o presente.. Ainda que ele nao seja da maneira que vc quer. Isso pode te ajudar melhor a buscar, seja la o que for.
As dores, estas sim ensinam deveras.
Serei sua seguidora.
=)

sblogonoff café disse...

tempo, tempo, mano velho, faltaum tanto ainda, eu sei, pra vc correr macio...

O tempo é um cobrador de impostos e as vezes a gentenem sabe qual foi o fato gerador...

Fique comigo. Seja legal. Conto contigo pela madrugada...

Pedro M. disse...

O tempo é de fato inexoravelmente implacável, fato! Também tenho vontade de fazer tantas coisas, mas me falta tempo; na verdade, tempo não, e sim, organização. Mas isso está melhorando. Tô conseguindo, por incrível que pareça, me disciplinar quanto aos meus horários e atividades.
Um abraço Rafa, belo post! ;)

Wendell Fernandes disse...

O sonhor das horas não nos perdoará, fará com que as meninas percam o rebolado, que os homens percam a firmeza, fara todo verde ficar seco e todo seco firar pór, esse é o tempo, cruel e passageiro.

Grande texto Rafa, parabéns.

Obs.: Esteja a vontade, e é um puta dum orgulho para mim. Eu e você, somos saqueadores de emoções do mundo, são distribuidores de sensações para o tudo, lutando verdadeiramente por nada, mas na esperança de ter qualquer coisa!

Srtª Bêêh disse...

O tempo... o mundo... Realmente não dão trégua. As pespectivas mudam, pois a cada dia, a cada caminhar há algo novo à aprender. Esse é o bom da vida!

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento