segunda-feira, 17 de agosto de 2009

A despedida





 A imagem dela indo embora o fez abrir os olhos pela manhã
 Sentiu-se feliz então por ela ainda estar lá.
 Levantou-se com o alarme do despertador que despertara mais cedo naquele dia
 Ainda com sono, avistou-a sobre a cama, ela estava pronta
 Arrumou-se e seguiram juntos ao seu destino final antes de partir.
 A brisa que sentia durante o trajeto o fazia pensar que o adeus estava cada vez mais próximo
 A cada curva sentia um aperto enorme no peito
 Seu semblante estava fechado como uma fortaleza
 Enfim chegaram.
 Ela o abraçou e se despediu com um beijo
 Ele então só lamentou por não tê-la feito feliz o suficiente
 Ambos detestavam despedidas, e ele se foi sem olhar pra trás
 E no fim, colocou-se a observar a estrada mais longínqua no ponto mais alto, esperando seu ônibus passar para de maneira silenciosa despedir-se.








5 comentários:

A.D.O.R.O P.E.R.G.U.N.T.A.R disse...

sei o que senti aí dentro, porque em mim também a despedida feri e as vezes me mata, um pouco.

janaina disse...

A despedida sempre é triste...[MAS SEMPRE EXISTEM REENCONTROS]=]

Daniel Savio disse...

Cara, em primeiro lugar, a conexão havia caido, ai deu o horário de sair (explicando o motivo de sumir no messenger)...

Agora sobre o post, só damos valor ao que perdemos, infelizmente é assim...

Fique com Deus, menino Rafael.
Um abraço

@philipsouza disse...

Com certeza nada é eterno quando acreditamos em um futuro ......

abraçao

sblogonoff café disse...

Eu sei bem o que é isso. Há 5 meses sei o que é isso.

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento