segunda-feira, 19 de maio de 2008

brilho no olhar


Pluma leve a voar
branca como a neve em um ambiente tenebroso
sinto-lhe a pele macia como um algodão
sua face límpida transparece sentimentos
traços fortes e verdadeiros
numa manifestação inconsciente, foge.
O brilho no olhar não passa de medo
- Tentas me enganar?
Seus gritos serão abafados
e depois o sono virá
Enfim, o brilho que tanto busco no olhar desaparecerá
e não serás mais tão importante como antes.

2 comentários:

Thiago dos Reis disse...

Cara,

muito profundo ein!

ótimo!

Rafael disse...

obrigado

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento