segunda-feira, 31 de março de 2008

Ele se lembra


Ele se lembra da primeira queda de bicicleta
Ele se lembra do modo como sua mãe penteava seus cabelos ao sol
Ele se lembra da simples escolha de seu pai em levá-lo a uma padaria pra comer torradas
Sim, ele se lembra.
Ele se lembra da primeira vez que beijou sua amada
Ele se lembra da primeira vez que ela o fez sentir um frio na barriga
Ele se lembra da agradável sensação que foi, amanhecer com sua garota dentro de um carro nos arredores da cidade.
Sim,ele se lembra.
Ele se lembra da triste cena que foi ao ver sua amada nos braços de outro
Ele se lembra das noites em claro que passou chorando por causa dela
Ele se lembra que teve que recomeçar tudo do nada depois disso
Ele se lembra sempre
E sempre que se lembra, ele interrompe o que esta fazendo pra voltar ao passado
lembrar apenas por lembrar do tempo que era feliz.
Sim, ele se lembra.

4 comentários:

Thiago dos Reis disse...

memórias...

ele voltará a ser feliz. e lembrará com felicidade de tudo isso...

e verá que a felicidade não tem preço, e que ele a conquistou.

:)

Rafael disse...

sim,isso acontecerá sem duvida nenhuma!
obrigado pelo comentário

Fernandes disse...

As minhas lembranças são um jardim desagradavel que insiste em está na passagem das coisas que quero fazer hoje. Rafael, grandes escritos, temos uma certa afinidade na maneira de escrever, somos simplesmente "narradores" sensíveis do nosso próprio cotidiano.

Obrigado pela visita, vou andar por aqui constantemente. Vou "linkar" até o meu.

Fica com a paz...

Rafael disse...

certamente fernandes,
temos uma certa afinidade na maneira de escrever,tambem colocarei o link do seu blog
obrigado pela visita
abraço

metrópole

metrópole
Estava chovendo lá fora

Preocupação com simetria, exatidão, ordem, seqüência ou alinhamento